• AEA - Araçatuba
  • 0 : 7 Estádio Municipal Dr. Adhemar de Barros
  • Bandeirante EC

Observacões Eventuais

NADA HOUVE DE ANORMAL.

Ocorrências

Médico da ambulância: Ricardo de Araújo Sanchez - CRM:70481Foi respeitado 1 minuto de silêncio antes do início de jogo, em respeito as vítimas da COVID-19 e Homenagem Póstuma a Sra. Thereza deJesus Oliveira, mãe dos árbitros Luís Flávio de Oliveira e Paulo César de Oliveira, hoje comentarista de arbitragem da Rede Globo deTelevisão; Antes do início da partida o Sr. Jansen Napoleão Cícero Júnior CPF: 328.704.918-67, supervisor de futebol da equipe Bandeirante EsporteClube, compareceu ao vestiário da arbitragem, nos relatando que a delegação de sua equipe ao descer do ônibus, quando se dirigia ao seuvestiário, foi abordada por integrantes da torcida organizada da equipe Associação Esportiva Araçatuba, com arremessos de pedras epedaços de madeira dos quais uma das pedras veio atingir a nuca de um membro de sua delegação o Sr. Fábio Napoleão Cícero JúniorCPF: 090.745.738-00, relato confirmado pelo delegado da partida Sr. Douglas Chabaribery Capi; Informo também que o gândula Sr. Fábio Ribeiro Adriani CPF: 440.032.798-16 e o maqueiro Sr. Richard Herwig Pereira da Silva CPF:335.604.628-43 que estavam relacionados para a partida, ambos foram identificados como envolvidos no fato citado anteriormente, sendosubstituídos da partida e retirados das dependências do estádio, pelo delegado da partida. Durante o 1º tempo da partida, um integrante do Bandeirante Esporte Clube, que se encontrava na arquibancada, protestou deforma acintosa contra as decisões da arbitragem, com as seguintes palavras: "vocês são muito ruins, ladrões, safados". Sendo identificadocomo Sr. Ademir Welliton de Oliveira, CPF: 067.242.458-42, presidente da Bandeirante Esporte Clube, identificação realizada pelo pelo Sr.Douglas Chabaribery Capi, delegado da partida.

Relatório Assistente

NADA A RELATAR.